publicidade

Geral

Órgãos de Max são doados para transplante

Redação no dia 08 de novembro de 2018 às 11:33
Arq familiar

A família do jogador e professor de futebol, Max Alberto Martins da Silva, 35 anos, autorizou a doação de seus órgãos. Na segunda-feira, a equipe médica de Araçatuba confirmou a morte cerebral.

O procedimento para a retirada dos órgãos foi realizado na terça-feira, na Santa Casa de Araçatuba. Coração e pâncreas foram os primeiros órgãos coletados e seguiram em voo fretado para São Paulo para serem transplantados no mesmo dia. O fígado foi transplantado em procedimento no Hospital de Base de São José do Rio Preto.

Max matou a esposa Daniele de 25 anos e depois atirou na própria cabeça. A Polícia Civil de Andradina abriu inquérito de feminicídio.

Relação com Lins

Conforme ressaltou o Debate em notícia anterior, Max disputou várias edições da Copa Verão de Futsal e também defendeu Lins nos Jogos Regionais disputados em Piracicaba, em 2008. Por meio do esporte, fez várias amizades na cidade, bem como na região, onde também disputou diversos campeonatos.

 

 

© Copyright 2018 - Jornal Debate