publicidade

Geral

Conselho Tutelar divulga balanço de 2018

no dia 11 de fevereiro de 2019 às 17:49
- Prédio do Conselho Tutelar na rua Voluntário Vitoria Borges, 544, centro (foto: Emerson Secco)

O Conselho Tutelar de Lins divulgou ontem o balanço de atividades de 2018, que totaliza 2001 atendimentos/orientações, na sede do Conselho, em visitas domiciliares ou nas entidades/instituições.

A OAB foi o destino mais comum dos encaminhamentos direcionados pelas conselheiras, com 420 registros. Depois aparecem com destaque o CAPS Infantil (187), creches (125), Projeto Varanda (58), Projeto Seja Bem-Vindo (42) e Cemic (40). No total, 1.544 casos foram encaminhados pelas conselheiras para entidades/instituições ligadas à rede de atendimento de crianças e adolescentes.

Entre as denúncias, a mais comum é de omissão e negligência dos pais, com 43 registros; a seguir aparecem maus tratos (39); abandono intelectual (25); assédio sexual (22); abandono de incapaz (16); indisciplina escolar (14); e envolvimento com entorpecentes/álcool (9). No total, chegaram ao Conselho Tutelar 197 denúncias fundamentadas. Porém, há um grande número de denúncias que se revelam sem fundamento. Foram 128 durante todo o ano passado. 

Em 2018, as conselheiras fizeram 577 visitas, das quais 415 domiciliares, 69 a escolas e 34 a creches, entre outras.

O Conselho Tutelar está localizado na rua Voluntário Vitoriano Borges, 637, centro da cidade. Contato pelos telefones 3523-5929 ou 3532-6999.

 

© Copyright 2019 - Jornal Debate