publicidade

Polícia

Advogado morre em Sabino após se jogar do carro da mulher em movimento

no dia 01 de maio de 2019 às 19:23
Atualizada em 01 de maio de 2019 às 19:26
- Plantão Policial, em Lins (foto: Emerson Secco)

O advogado Abílio dos Santos Amaral, de 40 anos, morreu hoje, por volta das 7h50, na Santa Casa de Lins, onde estava internado desde a madrugada.

A ocorrência de auto-lesão registrada pelo delegado Wanderley Gonçalves Santos informa que ele se atirou do carro (em movimento) dirigido por Maria de Lourdes Pereira, de 42 anos, na rodovia David Eid, por volta das 1 hora.

Na versão apresentada por Maria de Lourdes, após discutir com ela, o advogado disse que iria embora para a casa de sua mãe, que mora em Guaiçara. Segundo Maria de Lourdes, como Abílio estava sem condições de dirigir, ela decidiu levá-lo, porém, no meio do trajeto, Abílio mudou de ideia e alegou que queria retornar para casa. Quando voltavam para Sabino, no km 28, Abílio afirmou que iria se jogar, abriu a porta, pulou do carro em movimento e caiu na pista. Na queda, ele ficou inconsciente na pista.

Abílio foi socorrido pela ambulância do posto de saúde de Sabino e trazido até a Santa Casa de Lins em estado grave.

Por volta das 7h50, a enfermagem do hospital comunicou a Polícia Civil que Abílio não resistiu aos ferimentos e faleceu.

O corpo do advogado foi velado em Guaiçara e o sepultamento está marcado para hoje, às 15 horas, no cemitério Bom Fim, daquela cidade.

© Copyright 2019 - Jornal Debate