publicidade

Polícia

Em Guaiçara, 15 tiros são disparados durante ocorrência policial

no dia 11 de junho de 2019 às 08:45
- Viaturas da PM (foto: Arquivo Debate)

A Polícia Militar prendeu na noite de quinta-feira, dia 6, em Guaiçara, Rogério Mansano de Oliveira, de 25 anos, morador em Promissão, e Welinton Martins Silva Pavan, 18 anos, conhecido Testa, residente em Guaiçara, por estarem envolvidos em uma ocorrência de porte ou posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, tráfico de drogas, disparos de arma de fogo e homicídio qualificado tentado. O flagrante foi lavrado na CPJ (Central da Polícia Judiciária) de Lins, pelo delegado Thales Eduardo Anhesini.

Segundo consta no registro policial, foi apreendido um revólver calibre 22 com cinco cartuchos deflagrados, que pertenceria a Welinton, além de 10,640 gramas de maconha e 6,230 gramas de cocaína. Havia ainda mil reais pertencentes a Rogério e R$ 405,00 a Welinton.

O relato dos policiais informa que a Força Tática fazia o patrulhamento de rotina pela rua José Gringo dos Santos quando ouviu um estampido semelhante a disparo de arma de fogo vindo da rua José Ferreira Pessoa. A equipe se dirigiu ao local e viu dois homens em atitude suspeita. Um deles, portava uma arma, e efetuou um disparo contra a viatura. O cabo Hernani revidou atirando quatro vezes. Os dois homens correram e entraram em um terreno baldio. Os policiais fizeram o acompanhamento a pé e quando se aproximaram houve mais três disparos. O cabo Hernani atirou novamente quatro vezes contra a dupla. Ambos se esconderam em uma casa, a PM fez o certo com o apoio de outras viaturas e os deteve. Eles tentaram resistir a prisão, mas foram contidos e algemados.

A arma, que havia sido jogada em um pasto, foi recuperada e apreendida. Welinton disse que Rogério estava tentando lhe vender a arma.

Indagados sobre o disparo que despertou a atenção dos policiais, ambos disseram que estavam testando a arma para concretizar o negócio.

 

© Copyright 2019 - Jornal Debate