publicidade

Geral

Troca da empresa gestora do Projeto Varanda deixa crianças sem atividades nas férias

no dia 11 de janeiro de 2020 às 10:08
- Prefeito Edgar e Sidnei Magalhães, gestor do projeto (foto: Codec)

Este ano não haverá o Varanda nas Férias, uma novidade criada pela Prefeitura e que agradava aos pais. Segundo o prefeito Edgar de Souza (PSDB), o motivo se deve à troca da empresa gestora do projeto. “Estamos em processo de licitação. O edital deve ser publicado nos próximos dias e até o final de fevereiro devemos ter uma nova empresa contratada. O Varanda é um projeto da Prefeitura, o que vai mudar é a gestora”, explicou.

Questionado se a decisão de trocar de empresa foi influenciada pelos apontamentos do Tribunal de Contas que geraram uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) na Câmara para investigar supostas irregularidades, Edgar disse que o contrato terminaria no final do ano, mas mencionou problemas na relação com a empresa. “O contrato estava se findando, então, teria que fazer uma nova licitação de qualquer jeito. Talvez, se a relação tivesse sido um pouco mais harmônica no final, o processo fosse um pouco diferente, mas ambas as partes acharam melhor encerrar”, disse.

A empresa Orivaldo Sidnei Magalhães – ME, especializada na prestação de serviços ligados ao desenvolvimento e execução de atividades de educação, cultura, esporte e lazer, firmou contrato com a Prefeitura, com vigência entre 27 de dezembro de 2018 a 26 de dezembro de 2019, no valor de R$ 2.465.660,00.

© Copyright 2020 - Jornal Debate