publicidade

Geral

Empresa inicia limpeza de terreno para a construção da arquibancada

no dia 21 de maio de 2020 às 17:22
Atualizada em 22 de maio de 2020 às 15:10
- Máquina lima área dos antigos vestiários, onde será erguida a arquibancada (foto: CAL)

A Ohana, de São Paulo, deu iniciou hoje a limpeza do terreno do estádio Gilberto Siqueira Lopes, onde será construída a nova arquibancada do estádio. O engenheiro da empresa já se encontra na cidade.

Em fevereiro, após mais de um ano desde a emissão da ordem de serviço pelo prefeito Edgar de Souza, o governo Federal fez o primeiro pagamento à empresa, no valor de R$ 500 mil. A arquibancada vai custar R$ 2.216.119,90.

A arquibancada, composta por elemento armado pré-fabricados em concreto armado e protendido, ocupará uma área de 1.827,12 m e terá capacidade para 2.668 torcedores. Essa estrutura é feita fora do canteiro de obras.

Somados aos 7.348 lugares disponíveis hoje, de acordo com o AVCB do Corpo de Bombeiros, a capacidade total do estádio chegará a 10.016. A Federação Paulista exige acima de 10 mil para jogos da A-1 e acima de 8 mil na A-2. Na Série A3, que o Linense vai disputar em 2019, acima de 6.000 lugares.

 

© Copyright 2020 - Jornal Debate