publicidade

Geral

Frei Francisco volta atrás e deixa administração da Santa Casa após 9 anos

no dia 15 de setembro de 2020 às 20:24
- Lourival Fernandes (3ºE/D) e Dr. Ramon com a secretária de saúde e membros do Conselho de Administração (foto: Emerson Secco)

Surpreendentemente, após ter a resposta positiva do governo estadual para o aumento no repasse mensal para custeio da Santa Casa de R$ 400 mil para R$ 700 mil, o frei Francisco, da Associação e Fraternidade São Francisco de Assis, oficializou a saída da administração do hospital. O comunicado foi feito hoje, em entrevista coletiva à imprensa, por representantes do Conselho Administrativo da instituição (é formado por representantes da sociedade civil linense) na presença de representantes do frei.

Há 45 dias, em vídeo, o frei disse que seguiria em frente e contava com o apoio de todos para transformar a Santa Casa de Lins no melhor hospital do Brasil. Alguns meses antes, o frei havia comunicado o Conselho de Administração que estava de saída, mas repensou e decidiu permanecer após a resposta positiva do governo estadual.

Luiz Alfredo Marques falou em nome do Conselho de Administração e anunciou como diretor executivo Lourival Fernandes, que trabalhou no ex-grupo São Lucas, que foi comprado pelo São Francisco.

A partir de hoje teve início a transição entre a equipe do frei e o novo administrador.

Dívidas

Segundo Luiz Alfredo, a Santa Casa tem uma dívida acumulada ao longo dos anos de R$ 18 milhões. O diretor técnico Dr. Ramon Moraes garantiu o atendimento à população. “Todos podem ficar tranquilos, vamos manter o serviço. Foi acrescentado um diretor executivo, que estávamos há dois meses sem”, comentou.

Segundo ele, os médicos estão sem receber há três meses e a dívida com os profissionais soma cerca de R$ 1,5 milhão. “A tomográfica está quebrada, ontem quebrou o Raio X. Infelizmente, chegamos no limite”, revelou.

Matéria completa na edição impressa.

 

© Copyright 2020 - Jornal Debate