publicidade

Geral

Homem baleado na cabeça morreu mesmo de Covid-19, diz IML

no dia 26 de setembro de 2020 às 11:12
- Trecho do laudo (Reprodução)

Laudo necroscópico pericial emitido pelo Instituto Médico de Lins (IML) e juntado ao inquérito instaurado pela Polícia Civil confirma que o homem baleado duas vezes na cabeça no começo de agosto morreu em decorrência de complicações respiratórias provocadas pela Covid-19.  Ele estava internado na UTI da Santa Casa há duas semanas quando a doença foi confirmada por exame e morreu cinco dias depois de testar positivo.

Ontem, o delegado da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), Wanderley Gonçalves Santos, explicou ao Debate que a tentativa de homicídio persiste, ou seja, sem alteração no crime investigado. A mudança ocorreria se a vítima tivesse morrido em decorrência dos ferimentos à bala. “A morte foi causada por agente biodinâmico, choque séptico secundário à broncopneumonia causada por Covid-19”, diz um trecho do laudo do IML.

© Copyright 2020 - Jornal Debate