publicidade

Geral

Câmara mantém subsídios de vereadores, prefeito e secretários sem reajuste

no dia 15 de outubro de 2020 às 09:07
- Sessão ocorreu na terça-feira (foto: Arquivo Debate)

Sem correção inflacionária ou aumento, a Câmara de Lins fixou os subsídios mensais dos agentes públicos para o mandato 2021 a 2024. O projeto de lei (113/20), de autoria da Mesa Administrativa da Casa, foi analisado pelos vereadores e aprovado em regime de urgência especial na sessão de terça-feira, dia 13 (por causado feriado).

Os valores continuam os mesmos: prefeito (R$ 14 mil), vice-prefeito (7 mil), secretários municipais (R$ 7 mil) e vereadores (R$ 3,5 mil).

O vereador no exercício da presidência da Câmara terá o subsídio mensal fixado em R$ 6,3 mil.

Será o quarto mandato consecutivo, ou seja, 16 anos, sem correção nos vencimentos dos agentes públicos.

Considerando os valores definidos, o custo mensal do município com o pagamento dos 15 vereadores continua em R$ 55,3 mil (14 vereadores recebendo R$ 3,5 mil e do presidente da Câmara R$ 6,3). E, de R$ 21 mil, com prefeito (R$ 14 mil) e vice-prefeito (R$ 7 mil). 

 

© Copyright 2020 - Jornal Debate