publicidade

Geral

Alta de alimentos é a maior desde 1994

no dia 22 de outubro de 2020 às 08:54
- Arroz subiu 16,98% (foto: Emerson Secco)

O preço dos alimentos nos supermercados de São Paulo subiu 2,2% em setembro, um recorde para o período desde 1994, informa o Portal R7. Segundo a Apas (Associação Paulista de Supermercados), o principal motivo está no dólar, que impacta a cadeia de produção, principalmente produtos dependentes da soja, como o óleo que subiu 30,6% (61,7% no ano). O arroz subiu 16,9% em setembro e já acumula 47,04% de aumento em 2020. O leite, em alta desde março, atingiu 7,26% em setembro, acumulando 37% no ano. Como consequência, os produtos derivados também sofreram aumentos, como 7,73% na muçarela, 5,8% no queijo prato e 5,28% no leite condensado. Já o feijão teve queda de 1,78%.

O levantamento da Apas destaca que os reflexos do atual cenário econômico brasileiro acabam se refletindo também nos cortes de carnes mais populares. Contrafilé, acém e coxão duro tiveram um expressivo aumento na demanda e subiram 7,81%, 6,68% e 9,7%, respectivamente.

© Copyright 2020 - Jornal Debate