publicidade

Geral

Pandemia acentuou tendência de crescimento da abstenção

no dia 19 de novembro de 2020 às 14:40
- Eleitores na fila para votar na Unilins (foto: Emerson Secco)

Reportagem do Debate publicada no dia 13 mostrava que havia uma tendência de crescimento da abstenção nos últimos anos em Lins, chegando a 25,4% em 2018, no segundo turno das eleições nacionais. Segundo os dados oficiais do TSE, na eleição de domingo, 30,2% do eleitorado se absteve de votar, o que totaliza 17.554 eleitores. Também chama a atenção a grande quantidade de votos brancos e nulos, que juntos somam 10,41%. Ou seja, 40,6% do eleitorado linense não escolheu nenhum dos seis candidatos a prefeito.

Nas cidades da região, a situação foi ainda pior. Em Tupã, por exemplo, a abstenção foi de 31% com 11,7% de branco/nulo, índice superior ao de Lins, pois 42,7% dos eleitores não escolheram nenhum candidato.

© Copyright 2020 - Jornal Debate