publicidade

Geral

Obra da Praça das Cerejeiras está parada, mas não foi abandonada

no dia 26 de novembro de 2020 às 10:08
Atualizada em 26 de novembro de 2020 às 10:13
- Prefeito Akio e equipe no local da obra, que está parada (foto: Codec)

A Secretaria Municipal de Urbanismo, Serviços e Obras Públicas (Susop) informou ontem que a empresa LNF Construções não abandonou a construção da Praça das Cerejeiras. Segundo a secretária Michele Escanfelli Maietto, a obra está acontecendo conforme medições e pagamentos do convênio firmado entre a Prefeitura, o Ministério do Turismo e a Caixa Econômica Federal, por meio do qual a empresa responsável executa a obra, a Caixa faz as medições e libera os pagamentos. A empresa executa a fase seguinte assim que recebe pela conclusão da anterior. “Neste contexto, alguns materiais como postes, material elétrico e outros itens foram solicitados, mas a entrega atrasou por estarem em falta no mercado devido a pandemia”, explicou a secretária.

Na edição de terça-feira, o Debate informou com base em verificação in loco, que a obra estava parada há cerca de 3 meses. Por causa da construção da arquibancada, o Gilbertão é um local que a reportagem do Debate visita com frequência e, por isso, constatou por longo período a ausência de movimentação de trabalhadores na obra que está sendo executada no entorno do estádio.

Segundo Michele, a empresa LNF Construções informou que retomará os trabalhos assim que o material for entregue. No caso dos postes, por exemplo, é preciso colocá-los antes de fazer o piso, visto que a movimentação de caminhões pesados sobre ele poderia danificá-lo. “A previsão de chegada do material e retomada da obra é para a próxima semana”, disse a secretária.

A ordem de serviço da obra foi assinada no dia 20/05/2020; a 1ª medição, de R$ 53.716,88, ocorreu em 19/06/2020; a 2ª medição, pedida em 02/07/2020 foi paga parcialmente, no valor de R$ 50.074,48, em 24/08/2020; e o restante da segunda medição, de R$ 68.837,89, pago em 20/10/2020. O valor de R$ 114.019,25 está creditado na conta do convênio esperando execução dos próximos serviços.

Finalizada esta etapa, ainda restará aguardar o repasse do Ministério do Turismo correspondente a R$ 109.714,29. (com informações da Coordenadoria de Comunicação – Codec)

 

© Copyright 2021 - Jornal Debate