publicidade

Geral

Vacinação de administrador e esposa, na Santa Casa, gera questionamentos

no dia 23 de janeiro de 2021 às 11:05
- Viviam ao lado do esposo recebe a vacina (foto: Divulgação Santa Casa)

A Santa Casa de Lins iniciou ontem a vacinação de seus funcionários e postou algumas fotos nas redes sociais. A imagem do administrador Lourival Fernandes e sua esposa Viviam Schanoski Pedro Fernandes recebendo à vacina provocou questionamentos, críticas e dúvidas a respeito dos critérios adotados. Ouvida pelo Debate, Viviam disse que o hospital recebeu 400 doses e que todos os funcionários, inclusive os terceirizados, serão imunizados. Ela disse também que há 4 meses atua como voluntária na coordenação de campanhas e desenvolve ações na gestão de pessoas (as freiras saíram do hospital e ela ocupou essa área social). Viviam ressaltou que anteontem iniciou um trabalho motivacional com os funcionários da UTI Covid.

O Debate também ouviu a Secretaria Municipal de Saúde a respeito dos critérios de vacinação. Em nota, a Prefeitura informou que a primeira fase da vacinação da Covid-19 foi destinada aos profissionais dos hospitais do município (público e privados) e também aos PACs (Postos de Atendimento) que atendem aos pacientes com sintomas da Covid-19. “Neste sentido, a vacina foi liberada a todos os profissionais desses locais, certo que cada instituição recebeu da Secretaria Municipal de Saúde os insumos e as vacinas, cabendo aos mesmos a realização das ações visando a vacinação de seus funcionários. Sendo assim, os critérios adotados por essas instituições, no que se refere à imunização dos seus funcionários, não são de responsabilidade da Secretaria Municipal de Saúde”.

Foi protocolada ontem no MP local uma representação pedindo apuração sobre o fato de o administrador da Santa Casa e sua esposa terem sido vacinados.

 

© Copyright 2021 - Jornal Debate