publicidade

Geral

São Paulo bate recorde de pacientes internados por covid-19

no dia 23 de fevereiro de 2021 às 09:13
- Santa Casa de Lins está com 100% de ocupação dos leitos UTI (foto: Emerson Secco/arquivo)

O Estado de São Paulo bateu o recorde histórico de pacientes internados por covid-19 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) desde o início da pandemia, informa reportagem postada no Portal R7. De acordo com o secretário estadual da saúde, Jean Gorinchteyn, 6.410 pacientes estão internados em leitos intensivos. O maior número registrado até então era de 6.250. A informação foi confirmada pelo governo paulista durante coletiva de imprensa concedida ontem no começo da tarde.

O secretário executivo do Centro de Contingência da Covid-19, João Gabbardo, afirmou que o número pode representar pacientes que estão permanecendo mais tempo nas UTIs. "Esses números podem significar que os pacientes estejam se internando com mais gravidade e que exige um tempo maior dos equipamentos de UTI", disse. O aumento dos casos fez com que o órgão elaborasse uma série de recomendações extraordinárias, além das regras já previstas no Plano São Paulo, que devem ser anunciadas amanhã. Essas medidas começarão a valer na sexta-feira, dia 22, e vão focar na redução de mobilidade, da movimentação de pessoas. "É o que podemos fazer nesse momento para reduzir a transmissibilidade, independentemente de ser ou não variante", disse Gabbardo.  

Vacinação chega a mais de 2 milhões de paulistas

O estado de São Paulo vacinou 2 milhões de pessoas contra o coronavírus, marca atingida às 18h17 de domingo, dia 21. Desde o último dia 9, os serviços públicos de saúde aplicaram mais um milhão de doses em pessoas que integram os grupos prioritários da campanha. Às 13 horas de ontem, O Estado já contabilizava 2.033.582 imunizações desde o dia 17 de janeiro.

Os dados são do vacinômetro, site que permite acompanhamento em tempo real do total de vacinações nos 645 municípios paulistas. No início da tarde de ontem o Estado tinha 1.642.810 vacinados com a primeira dose contra a covid-19 e outras 390.772 que receberam o reforço da segunda imunização.

Em fevereiro, São Paulo passou a vacinar todos os idosos com idade a partir de 85 anos. A partir do dia 1º de março, a campanha de imunização será ampliada para todas as pessoas com idade entre 80 e 84 anos.

Desde o dia 17 de janeiro, também segue no Estado a vacinação dos profissionais de saúde, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência com mais de 18 anos que vivem em instituições de longa permanência, indígenas aldeados e quilombolas.

À medida que o Ministério da Saúde viabilizar mais doses, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a covid-19 serão divulgadas pelo governo de São Paulo. O Instituto Butantan entregou quase 10 milhões de doses a todo o país e hoje inicia a oferta de mais um lote de pouco mais de 3,4 milhões de vacinas.

 

© Copyright 2021 - Jornal Debate