publicidade

Geral

Lins adere ao consórcio de municípios para comprar vacina

no dia 04 de maro de 2021 às 09:03
- Prefeito João Pandolfi acompanha vacinação na Casa da Cultura (foto: Prefeitura)

A Prefeitura de Lins aderiu ao consórcio de municípios, liderado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), cuja finalidade é a compra de vacinas contra a Covid-19. A informação foi confirmada ontem ao Debate pelo prefeito dr. João Pandolfi (PP). A FNP deu prazo aos prefeitos até amanhã para que fizessem a adesão. Até ontem, mais de 100 prefeitos tinham aderido ao plano. A previsão é que a associação seja constituída, legalmente, até 22 de março para, depois disso, poder atuar na aquisição de imunizantes.

Pandolfi disse que até amanhã define o valor a ser investido pelo município, em seguida vai enviar um projeto de lei à Câmara para criar a dotação orçamentária. “Já aderimos ao consórcio, agora o próximo passo é definir o valor e o projeto de lei para que, quando definir, tenhamos o dinheiro para comprar”, enfatizou.

Agenda cancelada

Devido ao momento da pandemia, o prefeito cancelou a agenda que pretendia cumprir em Brasília nesta semana. “Não tem como deixar a cidade nessa crise, estamos voltados às questões locais da saúde”, frisou.

Novos leitos de UTI

A questão da verba de R$ 1,4 milhão liberada pelo Estado ser para custeio, o que impede comprar equipamentos, está superada. Segundo o prefeito, a Santa Casa contratou uma Organização de Saúde que montará os novos leitos (serão 6 e não mais 10), mas há um entrave na questão estrutural do prédio, na parte elétrica para suportar a carga de mais equipamentos. A secretaria de obras está analisando os serviços que precisam ser feitos. O prefeito também acionou a CPFL para ajudar na operação.

 

 

 

© Copyright 2021 - Jornal Debate