publicidade

Geral

Dois terços dos pacientes com covid-19 internados em UTI morrem

no dia 04 de maro de 2021 às 09:11
- A pesquisa revela, ainda, que 46,3% do total de pacientes internados precisaram de ventilação mecânica (foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Um estudo da Amib (Associação de Medicina Intensiva Brasileira) aponta que dois a cada três pacientes com covid-19 internados em UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo) de hospitais brasileiros não resistiram e morreram pela doença. A pesquisa revela, ainda, que 46,3% do total de pacientes internados precisaram de ventilação mecânica, informa reportagem postada no Portal R7.

O tempo médio de internação de pacientes infectados pelo coronavírus nas UTIs, de acordo com o estudo, é de 13,2 dias. A maior parte deles (54,3%) tem mais de 65 anos.

Mesmo assim, Carolina Ranyere, médica intensivista, diz que os mais novos também podem ser afetados gravemente. “Todos estão suscetíveis a terem a covid-19 de forma mais grave, independentemente da idade, da posição social e das comorbidades. Estou trabalhando com a doença desde o início da pandemia e já presenciei diversos tipos de casos. Pessoas novas tendo um desfecho desfavorável e o contrário também. Não existe regra”, afirmou.

A intubação é necessária quando há diminuição do oxigênio no organismo, o que causa ameaça à vida do paciente. Ela tem sido evitada ou até mesmo adiada pelos médicos, enquanto é possível, pelo risco de sequelas, como explica Carolina. “A intubação é um processo invasivo, doloroso e com isso vêm as complicações, que tentamos minimizar o máximo possível, mas é um procedimento que o paciente tem o benefício de não passar por ele”.

© Copyright 2021 - Jornal Debate