publicidade

Geral

Mulher é trancada em casa após se recusar a manter relação sexual

no dia 07 de abril de 2021 às 21:33
Atualizada em 07 de abril de 2021 às 21:38
- Plantão da Polícia Civil, onde a mulher registrou ocorrência (foto: Emerson Secco)

Uma mulher de 23 anos denunciou o marido à Polícia Civil, acusando-o de mantê-la trancada na casa por várias horas, depois que ela se negou a manter relação sexual com ele.

O delegado Fernando Augusto de Lima Coqueiro registrou a ocorrência como “sequestro e cárcere privado/violência doméstica”.

A vítima compareceu à CPJ (Central de Polícia Judiciária) na tarde de terça-feira para contar sobre o ocorrido e requerer medida protetiva de urgência. Ela relatou que, aos 30 minutos da madrugada daquele dia, após ter se negado a manter relações sexuais, o marido com o qual tem um filho e tentava reatar o relacionamento ficou nervoso, quebrou móveis e espalhou objetos pela casa. Ainda segundo o relato que a mulher fez à Polícia, logo em seguida ele deixou a casa e trancou o portão da garagem contra a sua vontade, não permitindo, assim, que saísse. Ela disse que só conseguiu sair às 11 horas do dia seguinte com a ajuda da sua irmã que abriu o portão.

A vítima contou que havia se separado por causa das agressões (há registro policial), mas, apesar disso, estava tentado reatar o relacionamento. Dessa vez, embora tenha sido trancada em casa, ela disse que não foi agredida. À Polícia, a mulher pediu que seu marido seja afastado do lar e que não se aproxime mais dela.

© Copyright 2021 - Jornal Debate