publicidade

Geral

Com Castramóvel, Prefeitura espera reduzir demanda

no dia 01 de maio de 2021 às 10:18
- Veterinário da José Renato com o prefeito dr. João Pandolfi (Reprodução vídeo)

Há 7 anos a Prefeitura iniciou o trabalho de castração de animais, mas só no ano passado foi adquirido um Castramóvel, que começou a ser utilizado na quarta-feira, conforme o Debate informou na edição de quinta-feira.

Na visita que fez ao Núcleo Veterinário, no Jardim São Roque, espaço alugado pela Prefeitura onde está instalado o Castramóvel, o prefeito informou que a demanda atual é de 700 animais para serem castrados. Com essa nova unidade cirúrgica será possível reduzir esse número. 

As castrações são realizadas de segunda a sexta feira, com agendamento prévio realizado no site da Prefeitura, ou indicação das agentes comunitárias de saúde, ONG Novo Refúgio Pet e das protetoras independentes (pessoas que cuidam de animais de rua ou de pessoas carentes).

O veterinário da Prefeitura, José Renato G. Pereira Calças, explicou que a cirurgia de castração é considerada eletiva, ou seja, não é essencial para a saúde do animal, salvo em casos raros. “Toda cirurgia eletiva só pode ser realizada em animais perfeitamente saudáveis, porque se tiver problema aumenta o risco da cirurgia, de o animal morrer no ato cirúrgico ou no pós-operatório. Portanto, qualquer alteração clínica que o animal venha a ter, que a gente observe quando recebe o animal, o incapacita para a cirurgia”, ressaltou.

José Renato enfatizou que o serviço de castração é gratuito, porém, se o animal precisa de exame de laboratório é o proprietário quem vai ter que providenciar e pagar. Os remédios do pós-operatório também. “Isso faz parte da responsabilidade do dono do animal. Negar socorro veterinário ao seu animal implica em maus tratos por negligência. Uma das funções do Castramóvel, segundo o Conselho Regional de Medicina Veterinária, é justamente educar a população com relação a posse responsável”, enfatizou.

José Renato pediu às pessoas que agendaram a cirurgia de seu animal que compareçam na data marcada ou avisem com 24 horas de antecedência para que o Núcleo possa substituí-lo por outro animal necessitado.

© Copyright 2021 - Jornal Debate