publicidade

Geral

Câmara volta a ter sessão aberta ao público

no dia 11 de setembro de 2021 às 13:24
Atualizada em 11 de setembro de 2021 às 13:31
- Público poderá acompanhar a sessão presencial (foto: Câmara(

A partir de segunda-feira, dia 13, as sessões da Câmara Municipal voltam a ser abertas ao público. Por causa da pandemia, além de restringir o acesso ao público, por um período as sessões foram remotas, via internet, sem que os vereadores se reunissem na Casa de Leis. “O momento já nos permite abrir as sessões. Os casos estão em forte desaceleração, a vacina avança e o resultado é cada vez menos pessoas contaminadas e internadas. Estamos há 12 dias sem óbito na cidade e 11 sem nenhum paciente na enfermaria, esse cenário nos possibilitar abrir para o público vir acompanhar os nossos trabalhos”, disse o presidente Robson Peres, ontem, em entrevista ao Debate.

Novo horário

As sessões da Câmara passaram das 20 para as 18 horas. O presidente argumentou que a mudança visa facilitar o acompanhamento pela população. Ele argumentou que a sessão pode se estender por várias horas, as vezes até 5 horas, e que, começando às 20, avançaria até o início da madrugada.

Outra medida recente foi reduzir o tempo que cada vereador tem para discorrer sobre os projetos. “Alguns tempos de fala que antes eram de 15 minutos, passaram para 7, tornando, assim, a sessão mais dinâmica e também para que o vereador se atende a falar sobre o tema específico”, explicou.

Ato Cívico

Uma vez por mês, na última segunda-feira, com a presença da banda do Exército, temos o hasteamento das bandeiras e execução do hino nacional e do hino a Lins. “É importante valorizarmos esses símbolos, e resgatar cada vez mais, que a gente possa participar e entender um pouco mais da nossa história. Como presidente da Câmara, eu fico feliz em poder fazer esse ato cívico para a cidade”, disse.

Escola cívico-militar

No próximo dia 14, a partir das 19 horas, haverá na Casa da Cultura uma audiência pública para a implantação da escola cívico-militar. O presidente da Câmara apoia o projeto do prefeito dr. João Pandolfi e reforça o convite para a população participar do evento. “Eu vejo a escola-cívico militar como um marco para a cidade que resgata valores que às vezes a gente tem perdido muito ao longo dos anos”, comentou.

Presença em ato na Paulista

Robson Peres esteve na avenida Paulista, na capital, participando das manifestações em favor do presidente Jair Bolsonaro no dia 7. Ontem, ele disse que foi como cidadão e não oficialmente, enquanto presidente do Legislativo linense. “Sim, estive, mas não oficialmente enquanto presidente da Câmara Municipal. Fui como cidadão, pois eu considero as manifestações uma das formas de exercício da participação democrática do povo no governo. Mesmo não concordando necessariamente com todas as questões ideológicas do presidente, eu fui a título de aprendizado e para adquirir experiência política, viver o momento, tentar compreender as nuances do evento. Ainda sou jovem e o aprendizado é constante”, declarou.

 

© Copyright 2021 - Jornal Debate