publicidade

Geral

Arquibancada do Gilbertão ainda não começou a ser montada

no dia 14 de outubro de 2021 às 13:15
- Vista do estádio onde será erguida a nova arquibancada (foto: Emerson Secco)

Muito aquém do ritmo desejado pelo torcedor e autoridades, a construção da nova arquibancada do Gilbertão vai acontecendo aos poucos. Novas peças de concreto são montadas em um barracão localizado em Guaiçara e transportadas para o estádio, onde serão encaixadas e formarão a nova estrutura de assentos para o público, com capacidade para 2.668 torcedores. Somados aos mais de 7 mil lugares da capacidade atual do estádio, o total atenderá ao mínimo exigido pela Federação Paulista de Futebol para a disputa da A-2, ou seja, acima de 10 mil.

Hoje, o Gilbertão não atende a esse mínimo. Por isso, pode-se dizer que há uma corrida contra o tempo, para evitar dor de cabeça no futuro. Conforme o Debate já noticiou em edições anteriores, a obra já deveria estar pronta há vários meses, caso o cronograma original tivesse sido seguido desde o início.

O secretário de obras da Prefeitura, Olivaldo Peron, aditou o prazo do contrato com a empresa Ohana, vencedora da licitação. O novo cronograma, pactuado e documentado, estabeleceu que a obra seria entregue em 6 meses, ou seja, até fevereiro do próximo ano.

Ouvido pelo Debate, Peron disse que a demora não se deve à falta de dinheiro, lembrou que o recurso é do Ministério do Esporte e o pagamento é feito pela Caixa conforme as medições, ou seja, a cada etapa do projeto que é cumprida.

O valor total do contrato é de R$ 2,2 milhões e mais de R$ 500 mil já foram repassados à empresa. A fundação está pronta desde dezembro do ano passado.

Essa opção da Ohana de produzir as vigas atrasou a obra, uma vez que, inicialmente, elas seriam compradas prontas de uma empresa especializada.

A arquibancada, composta por elemento armado pré-fabricado de concreto armado e protendido, ocupará uma área de 1.827,12 m2.

© Copyright 2021 - Jornal Debate