publicidade

Geral

Câmara autoriza Prefeitura a pagar vale-alimentação em dinheiro

no dia 19 de maio de 2022 às 09:08

Na 15ª sessão do ano, realizada na última segunda-feira, a Câmara de Lins aprovou projetos relacionados ao funcionalismo. Um deles altera o Estatuto dos Servidores Públicos Municipais para estabelecer o tratamento isonômico entre a licença gestante e a licença adotante; outro, altera a lei que normatiza o vale-alimentação, autorizando o pagamento em dinheiro; um terceiro, abre crédito adicional de R$ 654 mil destinado à manutenção do vale-alimentação dos servidores públicos municipais ativos (de R$ 500,00 por mês).

Os projetos foram votados em regime de urgência especial, porque, como o Debate noticiou em edições recentes, surgiram problemas com a empresa que estava gerenciando o serviço. “A atual empresa que presta este serviço, a Sindplus, vem apresentando problemas na gestão de seu contrato com o comércio local, apesar de ter recebido em dia todos os repasses financeiros por parte da Prefeitura. Medidas administrativas e jurídicas estão sendo tomadas para corrigir as falhas. Por determinação do prefeito João Pandolfi, eventuais créditos em conta de alguns funcionários ainda não utilizados serão preservados e disponibilizados novamente após a conclusão de procedimento interno de apuração”, informou a assessoria de imprensa da Prefeitura. Veja o resumo completo da sessão na página 6.

 

 

 

© Copyright 2022 - Jornal Debate