publicidade

Geral

Prefeitura envia à Câmara pedido para comprar parte da Rotunda

no dia 30 de maro de 2024 às 12:31
Atualizada em 01 de abril de 2024 às 14:55
- Dr. João Pandolfi e dr. André anunciam a compra de uma área da Rotunda ainda pertencente à União (foto: PML)

O prefeito dr. João Pandolfi anunciou anteontem uma decisão importante para resolver de uma vez por todas a novela relacionada à posse da Rotunda: vai comprar o pedaço de terra que ainda pertencente à União.

O governo federal ainda detém 11,7% da área, por isso o prefeito enviou à Câmara um pedido de recursos para a aquisição dessa área. “Tentamos a doação junto à União e não conseguimos. Então, vamos comprar. A área foi avaliada pela Caixa Econômica Federal em R$ 286 mil. Estamos enviando à Câmara um pedido de autorização para a compra e destravando de vez essa novela. A partir daí, com a área toda do município, poderemos desenvolver projetos e preservar aquele patrimônio histórico. É um avanço e tanto, uma conquista imensurável. Algo que ninguém conseguiu: a Rotunda 100% do município”, afirmou Pandolfi.

O prefeito anunciou a decisão na companhia do vice, dr. André, do secretário de desenvolvimento Juliano Beltani, e do assessor da secretaria, Bispo.

A Rotunda é uma estrutura ferroviária circular, utilizada para manutenção e armazenamento de veículos ferroviários, que geralmente era utilizada por locomotivas a vapor. Tradicionalmente, as rotundas foram construídas em torno de um girador ferroviário ou próximas deles.

Acordo com o MP

A Prefeitura de Lins foi condenada em uma ação civil pública impetrada pelo Ministério Público, no ano de 2020, a fazer a manutenção e conservação da Rotunda. Para evitar multas, o governo municipal firmou um acordo, estabelecendo um cronograma de ações que, inicialmente, consistiu na limpeza e remoção do telhado cuja estrutura estava irremediavelmente comprometida.

 

© Copyright 2024 - Jornal Debate