publicidade

Polícia

PM rejeita comparação em furtos e roubos feita pelo Debate com outros municípios

no dia 14 de janeiro de 2020 às 09:37
Atualizada em 16 de janeiro de 2020 às 10:57
- Sede do Batalhão da PM no Real Parque (foto: Emerson Secco/arquivo)

Em nota enviada ontem ao Debate, a nova comandante do 44º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I), a Tenente Coronel PM Fernanda Silva Barbosa de Melo, contestou a reportagem intitulada “Lins lidera incidência de furtos e roubos” veiculada pelo Debate na edição do dia 7 de janeiro, terça-feira da semana passada. “Inicialmente, ressaltamos que a metodologia utilizada pelo jornal não é a mesma utilizada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), pois cada município é único em características sociodemográficas, geográficas, econômicas e históricas. Tais características têm influência direta na dinâmica criminal de cada urbe”, diz o trecho inicial da nota.

Em outro trecho, a comandante salienta que “Lins tem ótimo desempenho no combate a crimes praticados com violência, conforme pode ser verificado no Índice de Exposição a Crimes Violentos (IECV), emitido anualmente pelo Instituto Sou da Paz. O estudo realizado em parceria com o grupo Estado e divulgado em 7 de maio de 2019, leva em consideração os crimes letais, sexuais e contra o patrimônio, praticados nos municípios com mais de 50 mil habitantes. Dos 139 municípios listados no estudo, a cidade de Lins está na 42ª posição, melhor colocada, inclusive, do que os municípios de Lençóis Paulista (45º), Jaú (58º) e Penápolis (75º).”

Na reportagem, o Debate chamava a atenção para o fato de Lins ter mais furtos e roubos do que os municípios de Tupã, Jaú, Lençóis e Penápolis (com destaque para Jaú que quase o dobro da população), segundo dados da SSP acumulados de janeiro a novembro de 2019.

Nota da redação
Este comparativo entre alguns municípios próximos com características socioeconômicas e populacionais que se aproximam das de Lins é publicado pelo Debate há vários anos (os municípios são sempre os mesmos, não é uma escolha
aleatória). Assim como fazemos com os dados relativos à criação de vagas de trabalho divulgadas mensalmente pelo Caged, também utilizamos o relatório mensal da SSP (Secretaria Municipal de Segurança Pública).
Acompanha a reportagem um quadro com o número de registros dos crimes ou delitos em cada município e esta não foi a primeira vez que o Debate chamou a atenção para o fato de Lins ter mais furtos e roubos que estes municípios, especialmente Jaú, cuja população é quase o dobro da local. 

© Copyright 2020 - Jornal Debate