publicidade

Cilmar Machado

PENSAR GRANDE...

Cilmar Machado no dia 14 de maio de 2019 às 09:22
DIVULGAÇÃO

Não se pode negar: Lins está crescendo! A imensa expansão de casas populares, constituindo bairros inteiros, dá-nos a impressão de uma cidade que tem sede por se expandir. Tal desejo de crescimento poderá ser explicado pela sustentação econômica que empresas como a JBS e as usinas de cana-de-açúcar (uma delas em Promissão), proporcionam ao município e à sua microrregião.

Some-se a isso a instalação da usina termelétrica pela GE norte-americana que deverá proporcionar grande quantidade de empregos. As gestões para sua instalação estão a todo vapor. O Debate noticiou recentemente (09 de maio) que ¨o prefeito Edgar de Souza, o secretário Israel Alfonso e diretores da Omega Engenharia (empresa que elaborou o projeto) e da General Eletric (investidora e fornecedora dos equipamentos) reuniram-se com o vice-governador Rodrigo Garcia para discutir medidas que possam agilizar “o processo de liberação das licenças”. A audiência pública, fase importante no processo, foi marcada para o dia 13 de junho.¨, coincidentemente, dia do santo padroeiro da cidade. Espera-se que ela seja coroada de êxito, constituindo-se num presente dos céus...

O que está pegando para que a instalação se concretize rapidamente é a falta de licenciamento ambiental. Daí o pedido da GEE (que envolve a Shell e a empresa de gás da Bolívia) pelo empenho do governador paulista para que seja acelerada a cessão do citado licenciamento. A preocupação dos investidores se prende ao fato de que os leilões para a compra pela União da energia gerada começarão a serem realizados já a partir de setembro vindouro. Ganhando um dos leilões, começarão as instalações de termelétrica em ritmo acelerado o que demandará no gasto de 1,5 bilhões de dólares.

Talvez antevendo o êxito das tratativas do empreendimento, o prefeito Edgar viu por bem construir modernas marginais junto ao córrego Barbosa, a serem construídasna extensão da José da Conceição até o Jardim Tangará, passando pela Rotunda. Já no lado inverso, Edgar pretende estender as marginais do Campestre, desde a Maria Esméria até o Horto Municipal. Percebe-se que o prefeito quer dar um ¨esticão¨ em nossas marginais, facilitando o trânsito e agindo em pleno acordo com o plano do arquiteto Saia. Para tanto, a prefeitura contrairá um empréstimo no valor de 5 milhões de reais a serem quitados inclusive pelo sucessor de Edgar. Será uma arrojada iniciativa que se tornou inadiável em nome do progresso e crescimento de nossa Lins. São iniciativas como esta que, apesar do sacrifício e aperto no orçamento municipal, dão sentido a uma administração dinâmica e ligada em nossos problemas.

Agora, talvez o próximo prefeito se volte para as marginais junto ao Barbosinha, ligando a Rondon com a Rua Minas Gerais. Como se observa, com o crescimento de nossa cidade, não faltam opções de obras aos nossos dirigentes...

Notícias: Cilmar Machado
Cilmar Machado no dia 02 de julho de 2019 às 09:45
Cilmar Machado no dia 25 de junho de 2019 às 11:35
Cilmar Machado no dia 18 de junho de 2019 às 09:16
Cilmar Machado no dia 11 de junho de 2019 às 09:19
Cilmar Machado no dia 04 de junho de 2019 às 10:29
Cilmar Machado no dia 28 de maio de 2019 às 09:51
© Copyright 2019 - Jornal Debate