publicidade

Geral

Em um ano, nova diretoria da Apae paga R$ 271 mil em dívidas

no dia 21 de janeiro de 2021 às 10:17
- Presidente da Apae, Hélio Ruiz, fala aos funcionários durante sorteio de campanha de fim de ano (foto: Divulgação)

O presidente da Apae de Lins, Hélio Patrício Ruiz, apresentou ao Debate um relatório detalhado da prestação de contas do ano de 2020. Ele assumiu a instituição no mês de janeiro e foi surpreendido com uma dívida superior a R$ 1 milhão.

Ao final do primeiro ano da nova diretoria, a Apae, que esteve perto de encerrar as atividades, inicia um novo ano fortalecida, embora o desafio ainda seja grande em razão do volume da dívida a ser saldada.

Ao apresentar os dados, o presidente Ruiz ressaltou o apoio que recebeu da comunidade, dos empresários, dos prefeitos e vereadores em seu primeiro ano de mandato.

Os números

A dívida em 1º de janeiro de 2020 era de R$ 1.070.000,00. Em 31 de dezembro caiu para R$ 798.881,35.

Detalhamento da atual dívida

Ações trabalhistas: R$ 201.325,83

Salários/férias/13º salário: R$ 164.748,00

Parcelamento INSS: R$ 75.311,64

Parcelamento FGTS: R$ 251.099,09

Parcelamento SISPAR: R$ 102.068,15.

Parcelamento Secretaria da Fazenda: R$ 4.328,64

 

O presidente enfatiza que todas as dívidas existentes são oriundas de gestões anteriores. "Durante o ano de 2020, todas as contas corriqueiras, além dos parcelamentos mensais negociados por outras gestões, foram pagas religiosamente. Não foi gerada nenhuma dívida e/ou parcelamento durante o ano de 2020 pela atual gestão”, frisou.

Hélio Ruiz também afirmou que durante o ano de 2020, todos os salários, férias e 13º salários foram pagos pontualmente. Ele destacou que fechou o exercício com saldo positivo de R$ 13 mil em caixa, algo inédito em vários anos.

© Copyright 2021 - Jornal Debate