publicidade

Esportes

João Vallim recebe proposta “irrecusável” e deixa o CAL

no dia 20 de fevereiro de 2020 às 19:00
- Vallim e Marcelo Albino se apresentaram ontem à tarde ao novo clube (foto: Divulgação)

O técnico João Vallin, de 63 anos, apresentou-se ontem à tarde ao Taubaté, seu novo clube, onde havia trabalhado em 2009. Ele dirigiu o Linense na tarde de terça-feira, contra o Nacional, e anunciou sua saída na chegada da delegação a Lins, por volta da 1h30 de ontem. “Foi uma proposta irrecusável. Já estava no acordo com o Linense que, caso recebesse proposta de uma divisão superior, seria liberado imediatamente. Após quatro propostas, aceitei a quinta. Fui sondado por quatro clubes da Série A-2, mas não aceitei”, afirmou o treinador. Matéria completa na edição impressa.

O presidente Leandro Asato disse que o clube busca um treinador com o mesmo perfil, ou seja, experiente e com acessos. Nesse perfil, enquadra-se o técnico linense Edison Só, de 67 anos, que mora na cidade e, atualmente, está sem clube. É importante destacar que o regulamento veda a contratação de técnico que já tenha dirigido outro clube na mesma divisão. Portanto, Edison Só, que deixou o Penapolense, não pode ser contratado por outro time da A-2.

Empate na capital paulista

Terça-feira à tarde, o Linense empatou por 1 a 1 com o Nacional, jogando no estádio Nicolau Alayon, na capital paulista. O Elefante abriu o placar em cobrança de pênalti, aos 31 minutos do primeiro tempo, convertido pelo centroavante Jean, de 20 anos.

A equipe atleticana vencia a partida até os 38 minutos do segundo tempo, quando Gustavo Índio empatou. Ele recebeu passe de Alanderson e chutou forte, vencendo o goleiro Vinícius.

 

© Copyright 2020 - Jornal Debate